quarta-feira, 12 de março de 2008

Hoje estava assim...

...o mar ia e o mar vinha, e a espuma das ondas rodopiava, espalhada pelo ar, como se de mil bolinhas de algodão doce se tratasse, estava lindo. Esta dedico-a a ti, Paulo, em memoria dos teus tempos de passeios de bicicleta, adoro esta praia, não me canso de gostar dela.

9 comentários:

Anónimo disse...

opa... estragas-me com mimos!! :)
que foto linda! Faz-me lembrar as marés vivas de Setembro, em que as ondas eram maiores que eu, mas eu corria mais depressa praia acima!
E o pinhal da Adraga? Hein? É um bocadinho de paraíso suspenso aqui mesmo perto de nós...
Estou demasiado nostálgico hoje. Apanhaste-me num dia mau :(
Mas mais uma vez muito obrigado! Apesar do meu dia menos luminoso, you saved the day!!!
Paulo

b disse...

Olha qu eu hoje, por mais que tivesse corrido, não me livrei de molhar os pés!!! Infelizmente a foto não é justa no seu registo, toda a praia estava coberta por espuma, tanta que mais parecia uma paisagem de uma estória encantada, fiquei lá horas sem fazer mais nada que simplesmente observar...um deleite!

Amanhã é outro dia, e cada um tem o seu bocadinho de sol, basta que estejas atento.

Beijo,
b

bono_poetry disse...

parece uma praia que conheco perto da lourinha...dai talvez nao seja...o mar faz parte de mim desde que nasci...por aqui e so pedregulhos!!!dah!!

marta disse...

Tenho saudades de fugir desta minha rotina e ir ver o mar!
Tiveste portanto um dia de sol e de mar... que "inveja"! :)

lampâda mervelha disse...

Como praticamente só o vejo numa altura do ano, reservo-me... reservo-me nesta saudade de mergulhar... até ficar roxo, como sempre o fiz... e continuarei a fazer. O primeiro mergulho.

b disse...

A praia não é nenhuma sequer perto da Lourinhã...:o)...Adraga, ao pé de Sintra, fujo para lá sempre que posso!!!

E sim, Marta, embora que a situação que me permite estes desfrutes não seja a mais agradável, a verdade é que me considero sortuda por lhes ter um acesso tão fácil! A rotina, essa terrível que muitas vezes nos retira as mais belas possibilidades...!

E quanto ao mergulho até ficar roxo...brrrrrrrr...não sou assim tão corajosa, talvez por poder mergulhar sempre que me apeteça!

Mas gosto tanto de praia como do campo, gosto das ondas como gosto de flores, do cheiro dor mar, tanto como o da terra, e olhar para as estrelas numa noite de lua nova, que seja deitada de costas na areia
ou na terra...é igualmente maravilhoso, não é...?

bono_poetry disse...

deitada de costas na areia!!!
aqui era mais deitada nos maravilhosos cascalhos pretos e afiados que nos trazem imensas dores nas costas...logo e bem melhor sentadinho entre as pedras depois de muito limpar a volta!!!nao haviam eles de adorar o nosso pais...eu tambem gosto do deles mas por outras razoes...venha de la o nosso sol...

calminha disse...

ao passar por aqui , pensei que muitos de nos temos um mar , uma praia um lugar k por mais k seja conhecido por muita gente é só mesmo nosso,bj

Bárbara disse...

E sabe bem, não sabe...? MUITO bem!!!