domingo, 9 de novembro de 2008

e o teu sapo não é o meu

Não não é. Cada um interpreta a, ou as, coisa(s) à sua maneira Afina de contas, alguém me consegue explicar para que é que serve a porcaria do dicionário? No sentido prático. Teorias, dispensam-se.

8 comentários:

Anónimo disse...

Sapos todos engolimos em alturas diferentes. O que os dicionarios n explicam é o que acontece depois de os engolirmos. A digestão pode ser imprevisivel; ha quem tenha grandes dificuldades no inicio do processo outros mais para a frente, etc. Do rei dos sapos consigui livrar-me nestes dias que passaram, será que o transferi para alguem ou terá simplesmente desaparecido misteriosamente?
Volto mais tarde para dar noticias.

b disse...

A questão do dicionário referia-se à interpretação. Esta forma das palavras que por vezes confunde-nos mais do que elucida.

Acho que os sapos não se transferem, há quem os insista em atirar aos outros num processo de "atira ao outro e não ao mesmo" o que muitas vezes acaba por provocar o efeito contrário, o do ricochete.

Desaparecer, talvez sim, acredito mais em que se transformem. Com o tempo ou a devida explicação, às vezes é-nos permitido conseguir entender. Ou não, às vezes pura e simplesmente deixamos de dar importância àquilo que não a tem.

Sorrisos em Alta disse...

Se cada um desse um significado a uma palavra, ainda era mais difícil entendermo-nos... se cada uma só tiver dois sentidos, já é menos mal.

ou não...

;o)

b disse...

That's the point. Cada uma acaba por dar o seu significado a cada palavra, dai a alusão ao dicionário..LOL.

E é mesmo tão difícil entendermos-nos, não é?
:-)

lampâda mervelha disse...

Às vezes hifenizamo-nos demasiado, não é? :)

Ahhh como eu gosto da liberdade da língua... ohhhHhhhh como gosto!

b disse...

ahahahahhahahahahahah!!!!
Tricky, tricky, essa..:-)

G! disse...

"sapo: batráquio anuro semelhante à rã" diccionário Priberam.

agora claro que há muitas interpretações, como "engolir sapos" por exemplo...

b disse...

Ora bem Mr. G, cá está uma resposta "à letra"...:-)