segunda-feira, 5 de julho de 2010

um dois três, quero sentir outra vez...

raramente somos livres. vivemos demasiado presos à nossa razão, essa alheia que não pára de nos desiludir. . .

1 comentário:

Nuno Medon disse...

olá! Vejo aí uma frase, em relação á desilusão. espero que estejas a recuperar. beijos e muita força! boas férias, se for o caso